26.7.17

MONTANHAS QUE VEM DE LONGA DATA

Montanha de ferro e madeira, 2000, Piacaba

Crônica diária



Um pouco de umbigo

Nunca estive tão isolado politicamente, como estou, defendendo intransigentemente a saída imediata do Temer. Não me importo. Antes só do que acompanhado de imorais, ou com eles compactuando. Não importam os meios. 
Por outro lado, fazia tempo que não empolgava-me, como estou empolgado, fazendo minhas "montanhas". Para aqueles que não sabem, muito antes de escrever, fiz desenho, pintura e esculturas. Agora trabalho uma nova Série, chamada "Montanhas". São de argila esmaltada, outras de cimento, e estou em contato com o artista e fundidor Israel Kislansky, para tratarmos de uma em bronze. 
E para finalizar esta "umbigada", e provocar a Maria Tomaselli, em Porto Alegre, que recentemente  chamou meu texto de: " Baita texto desesperado, amoroso e exibicionista."O que não dirá deste?
Domingo passado encontrei quatro velhos amigos. Todos, mais ou menos da minha idade. Alice C, Vera S, Bebel A.L, e Renato F M. Almoçavam juntos, e eu no mesmo local. Todos, mais ou menos, meus leitores. E o retorno que obtive deles foi muito encorajador. Amigos servem para isso.
Não por acaso, no mesmo domingo, o leitor Gabriel Pupo Nogueira Neto, amigo do meu amigo Aloísio de Almeida Prado, publicou sem aspas essa frase: "Se soubesse que ter netos era tão bom tinha pulado os filhos". Ela é minha, Gabriel. Mas use-a como se fosse sua. Estou ficando tão metido com o número cada dia maior de leitores e amigos seguidores, que vou ficar insuportável. A Tomaselli já identificou sinais explícitos de "desesperado exibicionismo". Mas é só o que resta a um cronista, contista ou escritor no Brasil, segundo o amigo novo Roberto Klotz. Ele disse que mesmo sendo um contista de "mão cheia" (e fui eu quem o chamou disso), os bolsos continuam vazios. É verdade. Ninguém compra livro nesta terra. Nem a preço de custo. Não diria "preço de banana", porque seria um clichê, e o Roberto detesta isso. Essa é a razão pela qual poucos escritores vivem da profissão

Comentários que valem um post


Montanha de ferro e madeira, 2000, Piacaba

Li Ferreira Nhan deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Montanhas de longa data III":

Fantásticas! Continua Edu.

Postado por Li Ferreira Nhan no blog . em quinta-feira, 20 de julho de 2017 06:12:00 BRT 

**************************************************************************** 


 valter ferraz deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Comentários que valem um post":

Não tenho mais página do facebook, não tenho mais blogues, portanto já morri (só esqueci de deitar). Mas tenho um trato com a Aninha Pontes: Indo-me dessa para pior ela tem todas as minhas senhas que usei e ainda uso. Confio plenamente que ela dará conhecimento a todos. Alguns se alegrarão à farta, outros talvez fiquem tristes. É assim que encaro e ainda me entristeço ao deparar com a morte nas esquinas da vida. Já disse um poeta que "envelhecer é enterrar amigos" e é o que temos feito ultimamente.

Postado por valter ferraz no blog . em terça-feira, 25 de julho de 2017 17:56:00 BRT 

********************************************************************************


valter ferraz deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Banho de sol":

O morador deve ser um japonês e a "banhista", um aboneca inflável. Está na moda. Dizem.

Postado por valter ferraz no blog . em terça-feira, 25 de julho de 2017 17:51:00 BRT 

****************************************************************************

25.7.17

Teia de aranha

Julho, Piacaba, 2017

Crônica diária

Voltando à realidade

Só para recordar:
No dia seguinte que a fita gravada por Joesley Batista com o Temer, nos porões do Jaburu, veio à tona eu defendo a imediata renúncia, ou o impeachment do Presidente. Com a moral não se transige.
Dias depois que os seus ministros da casa, Eliseu Padilha e Moreira Franco o convencerem a não renunciar, para preserva-los, a todos do governo, longe da justiça comum, e com imunidades que os cargos lhes oferecem, já que são todos investigados pela Lava Jato, denunciei a postura indigna do PSDB em não deixar de apoiar o governo, e manter quatro ministros nos cargos. Uma vergonha.
Os fatos seguintes, durante os meses de Junho e Julho, foram de desesperada batalha para manterem-se no poder. Arrombaram mais uma vez os cofres públicos, penalizando a política austera e correta do ministro da Fazenda Henrique Meirelles. E veio o aumento escandaloso de R$ 0,40 centavos por litro de combustível.
Sem a reforma da Previdência não há como fechar a conta.
Mais uma vez somos nós quem vamos pagar o pato. Alguém tinha dúvida?
Essa historinha, e meu discurso, até parece de esquerda e de petista.Isso porque eles mudam de lado ao sabor das conveniências políticas do momento. Eu mantenho coerência com o discurso contra a Dilma. Pedalar é imoral. Fora Dilma. 
As graves acusações, malas de dinheiro, mesadas por vinte anos, compra do silêncio do Eduardo Cunha, tudo completamente explicitado e provado por áudio e som, condenam o Temer. Fora Temer.
Mas, e tem sempre um mas, o DEM ficou com olho gordo na Presidência, e o Rodrigo Maia, sucessor natural do Temer, entrou na dança. Promete lealdade ao Temer, mas articula nos bastidores. Temer se defende usando a caneta e armas pouco republicanas para o momento crítico que vive. Repete as ações da Dilma. 
A briga dos partidos, e as intrigas dos velhos amigos e correligionários do PSDB e do DEM, dão fôlego ao Presidente imoral. Todos visando 2018. Isso ajuda a dar uma sobre vida, longe das grades, ao Lula de sempre. 
E tem mais, jovens idealistas, mas sem experiência política, juntos no Partido "Novo", que baseia seus princípios na moralidade da política, apoiam a continuidade do imoral Temer. Também com vistas em 2018.
 A moralidade que vá às favas.

Comentários que valem um post



Li Ferreira Nhan deixou um novo comentário sobre a sua postagem "As montanhas vem de longe":

Será que foi no ap da Paulinha, logo na entrada, que eu vi um quadro grande de uma montanha?

(Posso estar fazendo uma grande confusão)

Postado por Li Ferreira Nhan no blog . em quinta-feira, 20 de julho de 2017 06:02:00 BRT 

Você esta certíssima. 
**************************************** 


 Silvares deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Crônica diária":

Triste. Se não fosse pelo Varal nunca saberia desta notícia e, no entanto, muitas vezes utilizei o Século Prodigioso e pensei que a sua existência era, de facto, uma espécie de coisa extraordinária. Mas a Zumbisfera é assim mesmo; as pessoas falecem no mundo real mas ficam, como fantasmas, por aqui. No Facebook continuamos a receber mensagens anunciando o seu aniversário e incentivando o envio de felicitações. Quando isso acontece é um banho de tristeza e saudade. Não se pode avisar o mundo virtual da nossa morte?

Postado por Silvares no blog . em segunda-feira, 24 de julho de 2017 06:27:00 BRT 

**************************************************************************

24.7.17

Varal

Autor desconhecido

Crônica diária

A tristeza não passa

Hoje dedico minha crônica aos amigos vivos. A perda do Jacinto Gomes, em Lisboa, há dois dias abalou-me muito. Pouca gente sabe que tenho um blog chamado 1.blog.a+ que se presta a fazer homenagem aos amigos vivos. A morte é uma coisa inevitável, mas terrível. Uma de suas consequências é endeusar o falecido. Mas aí é tarde. Gosto de dizer em vida o que penso das pessoas com quem convivo. Homenagens póstumas na maioria das vezes são hipócrita, ou serve para esconder remorsos. Estive com o Jacinto pela ultima vez em 2013, na cidade de Lisboa, que ele amava e conhecia azulejo por azulejo. Nela fizemos caminhadas culturais memoráveis. Homem de uma timidez e cultura enorme. Um mestre no que fazia, criou e sepultou os melhores blogs de arte da internet. Era uma verdadeira lenda. Há algum tempo adoeceu, e meu ultimo livro "O Diabo desse Anjo", não chegou a comentar. Mas tenho certeza esta em companhia de todos os anjos do céu. Era um iluminado.

Comentários que valem um post

Li Ferreira Nhan deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Crônica diária":

Essa eu tinha que ler!
"Papel carbono" ; esse título remeteu-me a "cópia" e lembrei de um episódio tragicômico.
No fim da sua crônica vc escreve que a palavra cópia foi para o espaço, rsrsrs...

Pensa numa pessoa moralmente correta e íntegra. Que gosta de escrever cartas (ainda hoje!!!!). E que escreve cartas com cópias. Inclusive as cartas para a amante; recheadas de "pornografia e palavroes imundas" (nas palavras da filha).
Pois esse foi o princípio da decadência de um homem acima de qualquer suspeita.

Alguém ainda usa a cópia.


Postado por Li Ferreira Nhan no blog . em quinta-feira, 20 de julho de 2017 05:26:00 BRT 

*********************************************************************************** 

Caricatura de Jacinto Gomes em 2008

 Gaspar de Jesus deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O VARAL esta de LUTO":

A morte não poupa ninguém...! E as boas pessoas, por essas parece-me que tem uma certa preferência...
Sentidos pêsames á família enlutada.

Postado por Gaspar de Jesus no blog . em domingo, 23 de julho de 2017 07:11:00 BRT 

***************************************************************************

23.7.17

O VARAL esta de LUTO



Hoje faltam palavras para homenagear o MAIOR blogueiro e AMIGO que conheci.
Já contei, e repito essa história. A blogosfera teve um intelectual discretíssimo, amante e conhecedor profundo das artes chamado JG. Seus blogs eram tão fantásticos que no início pensei tratar-se de mais de um blogueiro. Um J e outro G. Depois de frequentar anos seus formidáveis blogs e aulas de boa arte,fiquei conhecendo o Jacinto Gomes, de quem me tornei amigo. Era uma pessoa especial. Perdemos uma pessoa que tinha luz própria. Tinha opinião. Tinha um finíssimo humor. E sobre tudo uma generosidade ímpar. Pessoalmente estivemos juntos em 2013. Sobre seus blogs escrevi várias vezes. Vai fazer muita falta. O Varal nunca esteve tão triste com sua partida.


Lisboa, 2013, Foto de Paula Canto. O autor do blog e seu querido amigo Jacinto Gomes.

Republico um texto, sobre ele, postado no meu "1.blog.a+" (https://www.blogger.com/blogger.g…), em 2011.

"Para quem não sabe ( será que existe ainda quem não saiba?? ) Jacinto Gomes ou simplismente JG foi autor de alguns dos melhores blogs da internet! ZOO BIZARRO, BLOG DA SABEDORIA e o seu famoso O SÉCULO PRODIGIOSO ( Arte do século XX ), entre outros que eu lia diariamente, copiava-os, decorava-os! Aprendi tudo que acredito saber de bom, na arte de fazer um blog, com as postagens, ideias, conceitos, imaginação desse homem que modesta e timidamente se escondia atrás de duas letrinhas: JG. Eram tantas e de tão boa qualidade suas postagens, em mais de um blog ao mesmo tempo, que cheguei a pensar tratar-se de uma dupla de autores: o J e o G.... Mas o destino nos levou, um dia, a encontra-lo em Lisboa, onde mora, e nos tornarmos amigos, como se já fôssemos íntimos, há muitos anos! Uma figura ímpar, uma personalidade e cultura admirável. Um dia, sem mais nem menos, encerrava seu blog, eu ficava órfão, no outro, sem maior alarde abria novas páginas na internet. Sempre uma superando as anteriores. Já faz um tempo esta afastado dos blogs. Participa, sempre discretamente, das páginas do Facebook, o que considero um desperdício e perda de tanto talento e sabedoria. Mas todos seus fãs tem razões e esperanças em acreditar que um dia volte, com tudo que sabe e conhece, a nos ensinar na blogosfera! Um forte abraço, caro JG."
Postado originalmente no VARAL DE IDÉIAS em 07/08/2011

Crônica diária

Ufa! Uma semana com os netos acabou

Contrariando todas as opiniões com exceção do leitor Paulo Penteado, que me deu a maior força, meus leitores e leitoras acham uma delícia ficar uma semana com os netos. Eu os adoro, mas avô não tem idade para ser pai. Foi uma canseira dos diabos. Oito anos é uma idade intermediária. Não são mais criancinhas, mas não são adolescentes. Eu prefiro a idade em que a obediência é completa. E a energia? Não param um segundo. Acordam as sete da manhã, e as oito da noite, eu completamente moído, eles estão à toda. Nadam no mar e lagoa de água geladas. Remam o barco, viram a canoa, tudo na maior algazarra. Depois fazem escaladas nas pedras, e descem as dunas de ski-bunda, dezena de vezes. E tem o balanço que imita as ondas do mar, no movimento do surfe. E estão o tempo todo querendo água, suco, e comendo. Comem como gente grande. E quando acabam de jantar ainda querem pipoca! Não tem fim a energia dessas crianças, nessa idade. Sempre falando mais alto do que o necessário, implicando um com o outro, e de vez em quando a brincadeira de mão descamba, e um chora. Meu filho Guilherme, pai da Glória, uma das netas desse trio, criou um sistema, de perde e ganha pontos, para domar as ferinhas. Fazem antes de dormir uma reunião chamada de "Pato". Nela é anotado num caderno os pontos ganhos e perdidos durante o dia. No final da semana o melhor pontuado pode pedir um presente. O segundo e terceiro lugar recebem chicletes como incentivo e  consolação. Mas cheguei à conclusão que na verdade quem paga o "Pato" nessa história de uma semana de férias com o vovô, sou eu.

Comentários que valem um post



Li Ferreira Nhan deixou um novo comentário sobre a sua postagem "MONTANHA nº 3 pintada de azul":

Maravilha!!!!

Postado por Li Ferreira Nhan no blog . em quinta-feira, 20 de julho de 2017 05:10:00 BRT 

*********************************************************************************


João Menéres deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O VARAL esta de LUTO":

Não o conheci, mas à família enlutada e a todo o círculo de amigos apresento as minhas condolências.

Postado por João Menéres no blog . em domingo, 23 de julho de 2017 04:45:00 BRT

**********************************************************

 Li Ferreira Nhan deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O VARAL esta de LUTO":

Não tenho palavras para expressar a minha imensa tristeza. O nosso amigo Jacinto fará falta, muita falta.

O reencontro tão desejado a beira do Tejo, que havíamos marcado para a primeira semana de julho, não aconteceu, não houve tempo.
Fica um vazio, uma imensa saudade do amigo querido.

Obrigada Edu e Paulinha, foi através de vocês que pude conhecer e ficar amiga desse homem tão gentil, tão generoso, discreto, alegre, culto e carinhoso. Um grande e verdadeiro amigo.

Postado por Li Ferreira Nhan no blog . em domingo, 23 de julho de 2017 01:13:00 BRT 

*******************************************************88 

22.7.17

MONTANHA nº 8 COLORIDA

Montanha nº 8 COLORIDA e montanha nº 10 ao lado

Crônica diária

Abstinência de notícias 

Estou passando uma semana fora do mundo. Em casa, mas sem notícias. Fui proibido de ligar a TV, pelo meu filho. Minha neta de oito anos, que não assiste TV, mas não desgruda os iPads da vida, teve dificuldades para dormir, e acordou com pesadelos na primeira noite Tudo por conta das imagens que viu na TV. Que imagens? As do Jornal do dia. Ao assistir a matéria da comemoração de dez anos do desastre da TAM, em Congonhas, comentou com o pai: "Papai caiu um avião." Ao que respondi: " Há dez anos...". Mas o pai me fez desligar e não assistir TV na frente dos netos. Estamos criando crianças em redomas. Fora da realidade. Aviões caem, pessoas morrem, e "podem virar estrelinhas no céu", mas essa é a realidade da vida. Sem notícias do mundo, o meu, também, ficou vazio. Não tinha nada, além disso, para vos dizer hoje.

Comentários que valem um post



Li Ferreira Nhan deixou um novo comentário sobre a sua postagem "MONTANHAS JUNTAS":

Volto das férias e vejo essa série incrível de montanhas; que surpresa boa!

Estou vendo, de uma olhada só, o Varal desde fim de maio. Confesso que não li as crónicas, fiquei em busca das montanhas.
Até agora a n°6 azul, foi direto nel mio cuore; efeito do Tavolara, no mar Tirreno, que me encantou nessas férias. Ele, visto de longe é azul!!!

Continuo a busca.

Postado por Li Ferreira Nhan no blog . em quinta-feira, 20 de julho de 2017 05:08:00 BRT 

**************************************************************************************

21.7.17

Banho de sol

Autor e banhista desconhecida

Crônica diária

O culpado é sempre o carbono ou o mordomo

Nas histórias policiais é o mordomo sempre o culpado. Uma leitora assídua escreveu me sobre a crônica: "Papel carbono", dias atrás, contando que um marido escrevia cartas de amor para a amante, com cópias em papel carbono. Certo dia a esposa descobriu as cópias escondidas. Mais uma vez o carbono foi o culpado. Amante descuidado. "... esse foi o princípio da decadência de um homem acima de qualquer suspeita".

Crônica do Alvaro Abreu

Voando na Ilha

Dia desses uma família de corujas fez sucesso na primeira página deste jornal. Sérias e intrigadas, elas posaram para a foto diante da toca que cavaram na areia, perto da Curva da Jurema.
No começo da Praia da Direita da Ilha do Boi também tem uma família daquelas corujas. Aliás, passarinho é o que não falta por aqui, dos bem pequenos aos mais taludos: juriti, pomba-rola, rolinha, anu branco e preto, bem-te-vi, cambaxirra, caga-sebo, cardeal, pica-pau, joão-de-barro, canário-da-terra, sabiá da mata, sabiá da praia, bombeirinho, coleiro, beija-flor, sanhaço, gavião, maçarico, andorinha-do-mar, gaivota, pardal e urubu, naturalmente.
Acompanho a evolução dessa turma desde que me mudei pra cá, em1987, quando os pardais dominavam o pedaço. A chegada dos bem-te-vis foi bem vinda e determinante. Maiores e mais fortes, aos poucos foram tomando terreno. Faziam ninhos nos transformadores da rede elétrica e se alimentavam com ovos dos concorrentes.
Não tenho visto mais o bando de bombeirinhos que habitava a ilha desde sempre. Acho que se mudaram por falta de semente de capim colonhão (SIC), que a prefeitura não mais permite cultivar nos terrenos baldios que restam. 
Outro dia reparei o bando de maçaricos fazendo hora na laje de pedra em frente ao Village. Por alguma boa razão ancestral, eles descansam perfilados no contra-vento, num pé só, com o bico vermelho enfiado debaixo da asa direita. Para fugir da espuma das ondas, saltitam para a parte mais alta, sempre no mesmo pé. Há quem se queixe do barulho que fazem à noite.
Gosto de pensar que o mamoeiro que vejo da janela do meu quarto alimenta os sanhaços e que a moita de hibisco tenha virado uma espécie de restaurante self-service para cambaxirras, caga-sebos e beija-flor de todo tipo. Mas merece denúncia a concorrência desleal praticada por passarinhos que bicam as frutas da nossa jabuticabeira desvairada, antes mesmo que amadureçam.
Em dezembro passado apareceu um sabiá da praia, que adora passear pelos jardins da casa usando pulseira de alumínio na perna esquerda. Mansinha, acho deve ter sido solta da gaiola por insistente pressão dos filhos de quem a mantinha presa. Em compensação, nunca mais vi o único pica-pau que bicava por aqui.
Não sei bem os motivos, mas uma grande quantidade de andorinhas do mar resolveu se apossar da Galheta de Fora recentemente, deixando a pedra toda branca. Fazem lembrar das garças carrapateiras que descem em caravana o rio Itapemirim nos fins de tarde. Da varanda da casa de um amigo, parei de contar depois que passaram mais de 600.
Como muita gente da minha geração, fui criado com passarinho em volta, dentro de casa. Pouco antes de morrer, papai ganhou de presente de Augusto Ruschi um bicudo, que viveu conosco por mais de 14 anos. Ele conhecia mamãe de longe. Seu canto, afinadíssimo e melodioso, era de fazer inveja a tio Cristalino, que tinha grande orgulho de seus bicudos e curiós.
Digo tudo isso com saudade da Aurora, a arara que vivia solta pelos muros, fazendo graça para quem passasse na rua. Temperamental, tinha ciúmes dos cachorros da casa. Interesseira, ela vinha tomar café da manhã comigo. Diariamente.

Vitória, 30 de Setembro de 2009
Alvaro Abreu
Escrita para A GAZETA

Comentários que valem um post

Li Ferreira Nhan disse...
Hahaha! Que ótima caricatura!

20.7.17

Montanhas de longa data III

 Acrílica sobre tela, 100 x 120 cm, 1999, Coleção do artista.  As montanhas já estavam lá.

 2005 Cadaques, Espanha. uma pedra que representa uma Montanha sobre base de gesso.
 Pedra representando uma Montanha sobre caixa de isopor. O pesado sobre o leve. 2000
Série MONTANHAS Junho de 2017.Montanha nº 8, nº 6 Pintada, e nº 10 menor.

Crônica diária


Atendendo a pedidos

 O cronista tem permanentemente alguns dilemas. Um deles é que assunto tratar na crônica de amanhã. Há dois dias o meu leitor Roberto Klotz, escritor, intelectual, e provocador cultural, deixou este comentário aqui:  "Alegre meu dia amanhã. Conte-me sobre a floração do ipê, o ninho de colibri ou como você é feliz com ...". Não costumo ser pautado por leitores, mas no caso do Roberto é uma ordem. Não sei só se serei capaz de alegrar seu dia. Ontem ainda respondi para a minha querida leitora Cândida Botelho que a Piacaba, onde moro, leio, escrevo, e faço minhas montanhas, fica em Santa Catarina. Aqui esta fazendo seis a oito graus ao meio dia. Inverno de verdade. E não temos nessa parte da Mata Atlântica o Ipê. Nem floração amarela, roxa, ou branca. Temos muito pouco colorido em nossas matas, nesta região. Aqui imperam as bromélias. Manacá, um ou outro. O colibri também não é o pássaro mais comum. Mas temos o Aracuã, com seu grito característico, e plumagem marrom sem graça, mas os casais são uma alegria nas tardes e manhãs de nossa região. Há tucanos, e canários, pássaros azuis e verdes que desconheço o nome. E para terminar a crônica dedicada ao Roberto e à Cândida, sou obrigado a confessar que minha felicidade é poder morar nestas bandas, à beira da praia, no pé de uma montanha, com os pés na lagoa de Ibiraquera. Lugar ideal para ler ao lado de lareira, comendo pinhão cozido, bebendo vinho a noite, e escrevendo numa paz e silêncio dos deuses.

AS POSTAGENS ANTERIORES ESTÃO NO ARQUIVO AÍ NO LADINHO >>>>>

.

Only select images that you have confirmed that you have the license to use.

Falaram do Varal:

"...o Varal de Ideias é uma referência de como um blog deve ser ." Agnnes

(Caminhos e Atalhos, no mundo dos blogs)

..."parabéns pelo teu exemplo de como realmente se faz um blog...ou melhor tantos e sempre outstandings...".
(Vi Leardi )

Leiam também:

Leiam também:
Click na imagem para conhecer

varal no twitter

Não vá perder sua hora....

Blog não é tudo, tudo é a falta do blog ....
( Peri S.C. adaptando uma frase do Millôr )
" BLOG É A MAIOR DAS VERTIGENS DA SUBJETIVIDADE " - Maria Elisa Guimarães, MEG ( Sub-rosa )